Programa de acessibilidade singular plural


Através do Programa de Acessibilidade Singular Plural, o Núcleo de Educação recebe instituições  públicas e particulares dedicadas à educação e saúde com interesse em conhecer as exposições permanentes e temporárias do Museu.

São atendidas pessoas com deficiência intelectual, pessoas com transtornos mentais, pessoas com comprometimentos neuromotores e pessoas com deficiências múltiplas.

a. Visitas especiais
b. Oficinas
c. Palestras
d. Organização e realização de eventos em parceria
e. Produção de materiais de apoio





Programa de Formação de Professores


O Programa de Formação de Professores é aberto a todos os educadores, mas especialmente voltado para professores e gestores das redes pública e particular de ensino.

Este programa tem como objetivo contribuir para o aprofundamento de reflexões teóricas a respeito das temáticas abordadas pelo acervo e pelas exposições temporárias promovidas pelo Museu Afro Brasil. Além disso, a programação prevê também atividades práticas que poderão subsidiar a prática docente para a implementação da lei 10.639.

a. Palestras e mediações de discussões teóricas
b. Oficinas de aprofundamento de diferentes temáticas e linguagens
c. Visitas orientadoras para futuras ações de mediação
d. Materiais de apoio
e. Encontros com educadores - com duração de 2 a 3 horas, no período das 10h às 13h, realizados sempre no primeiro sábado de cada mês, mediante agendamento prévio para grupos de, no mínimo 5 e, no máximo, 20 pessoas.
*** Para participar é aconselhável que o grupo já tenha visitado o acervo do Museu Afro Brasil.
f. Encontro com professores - com duração de 8 horas, realizado mensalmente. É necessário realizar inscrição. Consulte nossa programação mensal.
* Ação desenvolvida atualmente em parceria com o Núcleo de Educação Étnico Racial – SME


Programa de Formação e Atendimento a Organizações Sociais


O Programa de Formação e Atendimento a Organizações Sociais pretende contribuir para o processo de formação cultural de educadores, crianças, adolescentes e jovens, tomando como referência as exposições e atividades desenvolvidas a partir, que têm como foco a história, a memória e a arte apresentadas a partir da perspectiva do negro.

a. Curso para educadores e demais profissionais que atuam na área de educação e cultura
b. Palestras
c. Visitas organizadas especialmente para o público da instituição atendida
d. Ações extramuros: ações realizadas na instituição atendida
e. Materiais de apoio
BUSCA

O Museu está aberto o ano todo, com exceção das seguintes datas:

  • 24 e 25 de dezembro
  • 31 de dezembro
  • 1º de janeiro