Julho - 2017


Visitas para grupos espontâneos
02 de julho (domingo) 14h

Neste domingo, as visitas para o público espontâneo terão como foco temas relativos aos núcleos que compõem a exposição de longa duração e que abordam a História, Memória e Arte dos brasileiros a partir da perspectiva afro-brasileira.
  
As visitas aos finais de semana são realizadas com grupos de no mínimo 5 e, no máximo, 20 pessoas de todas as idades. Para participar, é necessário chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento. Duração: 1h30.

Aos domingos, o Museu Afro Brasil é pago, valores dos ingressos e política de gratuidade estão disponíveis no endereço www.museuafrobrasil.org.br




Kotambola Ya Bana
08 de julho (sábado) 14h

Nesta atividade, os visitantes são convidados a vivenciarem o espaço do museu e as discussões aqui apresentadas por meio de experiências corpóreas, sonoras e táteis. Para tanto, a proposta é realizar mediações e contações de histórias, músicas, brincadeiras, danças e vivências que foram recriadas pelos africanos e seus descendentes no Brasil, e que atuaram e atuam como formas de resistência aos processos desumanos de escravização. Tendo em vista as facetas do racismo na infância buscaremos ênfases nos processos de valorização da identidade negra com as crianças. 

Duração: 2h00. Atividade gratuita. Público-alvo: infanto-juvenil.
Inscrições: eventos.educacao@museuafrobrasil.org.br




Visitas para grupos espontâneos
09 de julho (domingo) 14h

Neste domingo, as visitas para o público espontâneo terão como foco temas relativos aos núcleos que compõem a exposição de longa duração e que abordam a História, Memória e Arte dos brasileiros a partir da perspectiva afro-brasileira.
  
As visitas aos finais de semana são realizadas com grupos de no mínimo 5 e, no máximo, 20 pessoas de todas as idades. Para participar, é necessário chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento. Duração: 1h30.

Aos domingos, o Museu Afro Brasil é pago, valores dos ingressos e política de gratuidade estão disponíveis no endereço www.museuafrobrasil.org.br




Visita “Outros futuros? Olhares para a diáspora africana” + Atividade prática
15 de julho (sábado) 10h30

A visita sugere uma investigação, a partir do acervo, acerca dos aspectos do passado e do presente das populações negras da diáspora, pensando na importância e nas estratégias de construção de outras narrativas históricas e um olhar crítico sobre o futuro. Ao final da visita será proposta aos participantes uma atividade prática relacionada ao tema afrofuturismo.

Duração: 2h00. Atividade gratuita. Público-alvo: infanto-juvenil.
Inscrições: eventos.educacao@museuafrobrasil.org.br




Oficina “Uma tarde no Museu (LARP)”
16 de julho (domingo) 14h

Neste domingo, acontece o LARP (Live Action Role Playing) no Museu Afro Brasil. Nesta tarde de domingo, os educadores convidam os visitantes a uma sessão de LARP: enquanto conhecem o acervo do museu, participam de um jogo onde eles interpretam obras de arte. A partir de 12 anos.

As visitas aos finais de semana são realizadas com grupos de no mínimo 5 e, no máximo, 20 pessoas de todas as idades. Para participar, é necessário chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento. Duração: 2h. Público-alvo: a partir de 12 anos.
Aos domingos, o Museu Afro Brasil é pago, valores dos ingressos e política de gratuidade estão disponíveis no endereço www.museuafrobrasil.org.br




Visita “Áfricas em Estampas” + Oficina
22 de julho (sábado) 11h

A partir de uma visita ao acervo do Museu Afro Brasil, serão destacadas as diferentes grafias de povos do continente africano, seus aspectos geométricos e significados culturais. 

A visita é seguida de uma oficina, na qual confeccionaremos padrões de estampas em tecidos.
Duração: 2h00. Atividade gratuita. Público-alvo: livre. Inscrições: eventos.educacao@museuafrobrasil.org.br



Visita “Poesia em movimento” + oficina de construção poética
22 de julho (sábado) 14h

O objetivo da visita é percorrer possibilidades e estruturas poéticas em produções de diferentes períodos históricos representados no acervo do Museu Afro Brasil. Esse exercício permitirá encontrar a lírica para além das rimas, abrindo um campo de possibilidades de experimentação do fazer poético.

Duração: 2h00. Atividade gratuita. Público-alvo: infanto-juvenil.
Inscrições: eventos.educacao@museuafrobrasil.org.br




Aos pés do Baobá (sessão 1)
29 de julho (sábado) 11h

Durante este evento de contação de histórias ou mediação de leitura, os visitantes terão oportunidade de conhecer narrativas africanas ou afro-brasileiras e, em seguida, participar de um bate-papo conduzido por integrantes do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil. Devido à programação de férias, a atividade acontecerá em duas sessões, no sábado e domingo.

Duração: 2h00. Atividade gratuita. Público-alvo: livre. Inscrições: eventos.educacao@museuafrobrasil.org.br



Aos pés do Baobá (sessão 2)
30 de julho (domingo) 14h

Durante este evento de contação de histórias ou mediação de leitura, os visitantes terão oportunidade de conhecer narrativas africanas ou afro-brasileiras e, em seguida, participar de um bate-papo conduzido por integrantes do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil. Devido à programação de férias, a atividade acontecerá em duas sessões, no sábado e domingo. 

As atividades aos finais de semana são realizadas com grupos de no mínimo 5 e, no máximo, 20 pessoas de todas as idades. Para participar, é necessário chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento. Duração: 1h30.

Aos domingos, o Museu Afro Brasil é pago, valores dos ingressos e política de gratuidade estão disponíveis no endereço www.museuafrobrasil.org.br

BUSCA

O Museu está aberto o ano todo, com exceção das seguintes datas:

  • 24 e 25 de dezembro
  • 31 de dezembro
  • 1º de janeiro