AGOSTO / 2019





Visitas para grupos espontâneos
04, 11 e 25 de Agosto (domingos), às 14h

Neste domingo, as visitas para o público espontâneo terão como foco temas relativos aos núcleos que compõem a exposição de longa duração e que abordam a História, Memória e Arte dos brasileiros a partir da perspectiva afro-brasileira. 
  
Atividade gratuita
Público-alvo: Livre
Duração: 1h30
Inscrições: Para participar, basta chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento.




Visita Temática “Festas e Festejos: um olhar crítico sobre a noção de folclore”
10 de Agosto (sábado), às 14h

As chamadas festas populares no Brasil são marcadas por matrizes africanas, que se apresentam na música, nos ritos, nas histórias e nas cores que constituem os ciclos de festejos, como o junino por exemplo. Tomando como referência o Maracatu, o Bumba-meu-boi, a Congada e o Reisado, em uma perspectiva afro-brasileira, os visitantes serão convidados a pensar de forma crítica a ideia de “folclore”, comemorado nacionalmente no dia 22 de agosto. Qual o significado da noção de “folclore” para os imaginários historicamente construídos a respeito das culturas africanas e negras no Brasil?
Duração: 2h
Atividade gratuita
Público-alvo: Infanto-juvenil.




Museu Afro Brasil na Jornada do Patrimônio
18 de Agosto (domingo), às 14h00

Neste domingo, a visita para o público espontâneo faz parte da programação da Jornada do Patrimônio 2019, e terá como foco temas relativos aos núcleos que compõem a exposição de longa duração e que abordam a História, Memória e Arte dos brasileiros a partir da perspectiva afro-brasileira.
.
Duração: 1h15
Entrada R$6
Público-alvo: Livre
Necessário no mínimo 5 pessoas. Máximo 20 pessoas.




Oficina “Promessas e bordados”
24 de Agosto (sábado), às 15h00

A oficina tem como objetivo propiciar uma vivência de bordado, produzindo a confecção e ornamentação do couro do boi. O enfoque da atividade é a reflexão sobre o imaginário coletivo implicado na festa Bumba meu boi, a iconografia dos bordados e as histórias presentes nos couros de boi.

Duração: 2h
Atividade gratuita.
Público-alvo: livre.




Aos pés do Baobá
31 de Agosto (sábado), às 11h30

Durante este evento de contação de histórias ou mediação de leitura, os visitantes terão a oportunidade de conhecer histórias africanas ou afro-brasileiras e, em seguida, participar de um bate-papo conduzido por integrantes do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil. 

Duração: 1h30.
Atividade gratuita
Público-alvo: livre.






OBS: As visitas aos finais de semana são realizadas com grupos de no mínimo 5 e, no máximo, 20 pessoas de todas as idades. Para participar, é necessário chegar com 15 minutos de antecedência ao horário programado e procurar o setor de acolhimento. Duração: 1h30

Aos domingos, o Museu Afro Brasil é pago, valores dos ingressos e política de gratuidade estão disponíveis no endereço www.museuafrobrasil.org.br
BUSCA

O Museu está aberto o ano todo, com exceção das seguintes datas:

  • 24 e 25 de dezembro
  • 31 de dezembro
  • 1º de janeiro