• Ao entrar no Museu, o visitante precisa guardar bolsas, equipamentos e pertences em um armário (com chave) de uso gratuito.

  • Não é permitido correr, gritar e tocar nos objetos expostos (solicitamos manter sempre distância das obras, para evitar que, mesmo sem querer, caiam e se sofram danos).

  •  Não é permitida a entrada com comida e/ou bebida nas instalações do Museu.

  • As obras que se encontram expostas estão sob regulamentação de direitos de imagem e/ou de propriedade, por isso, em algumas áreas do Museu, mesmo sem o uso do flash (que deteriora as obras), as fotografias não são permitidas. Por favor, obedeça as orientações recebidas durante a visita.

  • Fotografias e filmagens para fins pessoais, editoriais, de divulgação e comerciais devem ser solicitadas previamente através do e-mail comunicacao@museuafrobrasil.org.br e devem obedecer a Política de Acesso ao Acervo que será enviada em resposta ao seu e-mail.

  • Ensaios fotográficos de eventos sociais (casamentos, de moda, gestante, aniversários, etc) não são permitidos, assim como de outros eventos que não estejam relacionados com os temas do Museu Afro Brasil.
BUSCA

Localizado no Parque Ibirapuera, em São Paulo, e inaugurado em 23 de outubro de 2004, o Museu Afro Brasil nasceu por iniciativa do artista plástico e curador Emanoel Araujo, a partir da doação de sua coleção particular.


O Museu está aberto o ano todo, com exceção das seguintes datas:

  • 24 e 25 de dezembro
  • 31 de dezembro
  • 1º de janeiro